All for Joomla All for Webmasters
Reflexões Textos

we’re the kids of the future

Obrigada a todos pelos 31 comentários da postagem anterior!

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Nova página de Goodies
Dicas para o seu blog: Introdução
Dicas para o seu blog: Design

[B]em, faltando poucos dias para o Dia das Crianças (sendo que para mim, o Dia de Nossa Senhora Aparecida é bem mais importante do que dar presente para um bando de pirralhos), então eu vou falar de… crianças. Uau, que imprevisível!

“Nossa Camillynha, pirralhos?” Bem, há uma grande diferença entre crianças e pirralhos. Segundo o meu dicionário, pirralho (s.m) é aquela criança simplesmente insuportável e nojenta. E crianças (s.f) são fofas como algodão-doce. Mas infelizmente, a maioria das crianças de hoje em dia são completos pirralhos. Existem algumas pequenas excessões (como a irmã linda do meu amor, haha!), mas de resto… Parece que os pais esqueceram de dar educação para os seus filhos. É sério! Os filhos pintam e bordam e praticamente mandam na casa hoje em dia.

Além disso, as crianças também não tem mais infância. Existiam tantas brincadeiras divertidas ultimamente! Pião, amarelinha, boneca, casinha, super-herói, pega-varetas, quebra-cabeças, pega-pega, esconde-esconde, queimada… Hoje em dia as crianças brincam de pega-pega, mas num sentido muito mais “adulto” do que simplesmente a brincadeira em si. E ficam sim, se escondendo… Mas não para brincar, e sim, para fazer muitas coisas que tem muito adolescente mesmo que nem faz ainda!


Desastre mesmo, né Cesc?

Hoje em dia, as crianças estão completamente afundadas em tecnologias inúteis e desenhos animados idiotas. Desenhos até mesmo, violentos e com linguajar chulo. Vai querer comparar o Cartoon Network de dez anos atrás, com o de hoje em dia?

Um tablet é muito útil para aquele empresário que precisa contabilizar os custos e as novas ideias para a sua empresa… Mas não para uma criança de 7 anos, não é mesmo? Quer jogar? Jogue videogame… Aliás, eu sou do tempo que as mães reclamavam do videogame como influência negativa para os filhos. Estou ficando muito velha? Acho que sim, porque né…

Acham que é saudável para uma criança ficar enfiada 24 horas por dia num computador, tendo todo o mundo lá fora para explorar? Não é saudável para ninguém, na realidade, mas para algumas pessoas, por questão de trabalho ou estudo, infelizmente é necessário ficar quase cego e completamente míope, em nome das nossas necessidades estudantis e trabalhadoras. Agora, sabe o que eu me revolto? Com a seguinte cena: a criança pede um pacote de salgadinho para o pai. O pai, desapontado, diz para o filho que não pode comprar. Então, a bela criança (ou não) começa a rolar pelo chão do supermercado. Tá achando ruim? Não cheguei nem na pior parte… As pessoas acharem isso bonitinho! “Awwww, rolando no chão… que coisa fofa!” Vou rolar a minha mão na bunda dessa criança, e no idiota que tá achando isso fofo!

Aí, chega alguém e diz: não pode bater em criança! As pessoas confundem bater com educar. Bater, realmente não pode e é um absurdo. Mas… dar umas palmadas no bumbum se houver necessidade, que mal tem? Pior é quem diz: ui, a criança vai ficar traumatizada! Ela vai ficar sim… Se não tiver merecido as palmadas… Eu apanhei e garanto que todas as vezes que apanhei, é porque eu fui mal-educada com meus pais. As mesmas pessoas que praticamente vão à TV para tentar se intrometer no tipo de educação que você dá ao seu filho, são as mesmas que, ao verem uma criança rolando no chão do supermercado, são as primeiras que dizem: nossa… que desagradável!

Seus hipócritas.

Mas, as palmadas devem ser usadas em medida de “emergência”. Não é porque seu filho te respondeu atravessado, que você tem que sair dando palmada nele. Nada melhor do que o bom e velho diálogo. Explique para ele o certo e o errado… um olhar feio diz mais do que mil palmadas, haha!

Infelizmente, a infância de hoje em dia está perdida. E o pior: não é por culpa das crianças. Um dia, fiquei abismada quando uma menina de quatro anos já falava que queria beijar o Fulaninho… oi? Com quatro anos eu beijava o meu Teddy, e só porque eu estava imitando o que eu via nas novelas.

Outra coisa que eu fico abismada, são pessoas que acham muito bonitinho meninas já ficarem rebocando a cara de maquiagem quando ainda crianças. Além de trazer um mundo “adulto” desnecessenário para ela naquela idade, é ruim até para a saúde da criança. Essa criança, futuramente uma grande mulher, vai ter rugas muito antes daquela menina que ela achava careta porque só começou a usar maquiagem na adolescência. “Maquiagem não tem efeito se você souber tirar”! Tem sim! Eu vejo já muita menina alguns anos maior do que eu, com a cara toda ferrada já. E não é só questão de saúde, não é? Menina de quatro anos usar salto alto (que faz mal para uma coluna ainda em formação), short curto e maquiagem, é atropelar praticamente a melhor fase da vida dela! A fase da inocência. Infância não foi feita para ficar se rebocando e se enfeitando, e sim, para descobrir um mundo… mas não necessariamente o mundo adulto. Isso, é na adolescência. Não façam confusão! Você é uma criança, não uma árvore de Natal!

Mas como eu já havia dito: isso não é culpa das crianças, porque elas nem sabem o que estão fazendo. É culpa dos pais, que ficam pulando etapas da vida da criança, e não sabem educar seu filho de forma que ele aproveite saudavelmente todas as etapas de sua vida. E também, culpa das más influências exteriores, como os outros coleguinhas… a criança se sente excluída em não beijar o Fulaninho, então vai lá e beija também. Elas não tem discernimento para saber que estão sendo mal ou bem influenciadas. Claro que, crianças não são tão inocentes… mas já parou para pensar que, essa inocência da criança vem sendo destruída justamente com as más influências e a falta de instrução em casa?

Bem, tudo o que posso dizer, é que sinto saudades da velha infância, e que eu desejo um feliz Dia das Crianças para as verdadeiras crianças que ainda restam neste mundo.

Até a próxima!

A música do post se chama Kids of the Future, e é dos Jonas Brothers, gravada especialmente para o filme Meet The Robinsons (2007). A tradução do título, Crianças do Futuro, tem muito a ver com o que nós somos, perante ao país e ao planeta.

You Might Also Like

  • Sakura
    10/10/2012 at 6:22 pm

    Aloha!

    Concordo contigo. Por isso decidi não ter filhos. Ia dar merda.

    E palmada não resolve mesmo, só traumatiza. Sei bem disso. Pois começa com uma palmada, e para surra é um pulo. Fora que é estranho aquela pessoa que te trata com carinho também te bater, não acha?

    As crianças brincam de ser adultas para quando se tornarem adultas brincarem de ser as crianças que não foram. Se bem que ser criança é para a vida toda, né?

    ***

    Olha, tô preferindo o Haddad do que um cara de um partido que trai os próprios companheiros…

    Eu tinha 17 naquela época. Cresci muito, viu?

    Aloha!

  • Alê Ramos
    10/10/2012 at 6:48 pm

    Danadinha tu me abandonou!
    Saudades!!!
    Cara, tu falou muita verdade neste post. Eu conheço uma série de pais que precisam ler isto!
    A mãe do melhor amigo do meu filho mais velho é completamente sem atitude… não deixo mais o Rodrigo dormir lá, porque ela não põe rédeas: tipo, eles podem dormir mais tarde no final de semana, louvável, mas noite em claro no game, não! Se eu disse, chega é chega. Fora que ela vai dormir e deixa eles sem supervisão acessando internet e jogando videogame. Meu filho me conhece e conhece o pai que tem e nos contou que ela falou p dormir “G’ (o amigo) ‘cagou p situação’ e pronto ela foi dormir desistiu. E tem mais, aqui em casa educamos como fomos educados, não há teimosia e discussão. Há diálogo e os dois aprenderam desde a mais tenra idade a falar a verdade p mim e para o pai, por que se mentirem e descobrirmos será pior, não haverá mais confiança e passaremos a não permitir tudo kkkkkk fora que se haverá castigo pq fez m**** ele vai ser maior se acrescentarmos a mentira…
    Enfim. Meus filhos sabem explorar o computador, mas não só para ‘diversão’ sabem que é uma mega ferramenta para quem quer conhecimento. Mas também leem livros, e por vezes eu os estimulo a brincar, e ambos amam desenhar (o Rodrigo mangás e o Arthur, bem…’Avengers’ kkkkk ama os vingadores, já era fã do Hulk, Thor e Homem Aranha, viu os Vingadores…’pirou’!
    Ah, e o Cartoon já foi muito bom! Eu assistia junto com o Rodrigo quando ele tinha dois, três anos…agora está um lixo! E tem desenhos não permitidos aqui na casa.
    Acho que p muitos pais é mais fácil deixar rolar. Os filhos ficam sob ‘os cuidados’ da TV que os distrai e os mantém quietinhos, ou o computador, dá menos trabalho. O Arthur por exemplo, está sendo alfabetizado. Outro dia queria saber o que era uma ‘anta’. Eu não tinha uma gravura em livro. Fui com ele ao computador, ensinei entrar no Google e pesquisamos “Anta”.Selecionei imagens, foi como se ele tivesse visto mágica. Depois desta, todas as palavrinhas dos vocabulários novos que ele não sabe o que é, ele pesquisa, me mostra todo orgulhoso! E com isso veio o outro lado, ele imprime fotos dos super- heróis às vezes para colorir, às vezes coloridas pararecortar (haja cartuchooooo). E o tal do amigo do meu filho: assinou NetFlix com a cartão da mãe sem permissão dela, tudo porque ele quis um PSP ela o ensinou a comprar via internet. Válido. Mas comprar sem permissão…mesmo porque três meses depois ele quebrou e pediu um Wii, e ela deu. A escola vai de mal a pior pq ‘tadinho, ele tem muita dificuldade em acordar cedo!’…Aqui em casa tem que fazer por merecer, e pronto. E estudar não é fazer por merecer. Nós pagamos por uma educação de qualidade, e estudar é para seu próprio futuro. Fazer por merecer é cumprir suas tarefas, ser educado, respeitar, é o mínimo. Não sei se estou certa. As vezes me acho meio ‘super-mãe’, mas estou tentando fazer o certo, e não deixar o mundo atual, a televisão corromper o bom caráter que quero que meus filhos tenham. Temo Camila pelo que vem no futuro. Temos uma Lan House, com Lan Curso e uma série de serviços(no Facebook, procure por RARA Informática e Tecnologua Ltda, nossa página), e o que vejo é desanimador, sinceramente.
    Bom, faço minha parte. E ainda dou muito carinho aos meus filhos. Dar carinho não é mimar, estragar, como bater não é educar…
    Feliz Dia das Crianças p ‘criança interior’ que nós todos temos!
    Bjinhoooo
    Ahhhh! Post sobre a Tati Bertolin e meus amigos blogueiros:
    http://ale-dreams.net/mimo-da-amiga-tati/

  • Alê Ramos
    10/10/2012 at 6:49 pm

    Alê Ramos,

    Putz! Postei aqui!
    Desabafo de mãe-professora, perdoa?!

  • Alê Ramos
    10/10/2012 at 6:50 pm

    Puuuuutz!
    Postei aqui!
    Desabafo de mãe/professora que vê como vc quanta coisa errada na educação das crianças de hoje!
    #Perdoa?!

  • Leeticia
    10/10/2012 at 6:57 pm

    Sua opinião sobre as crianças de hoje, não podia perder essa!
    Gostei bastante da sua opinião e concordo plenamente, as crianças não devem ficar se maquiando, por que no meu tempo quem usava rímel era mulher e não menininha de 7 anos.
    Mas eu posso dizer que aproveitei muito a minha infância tomei banho na chuva sem me preocupar com a make e fazia tudo que podia para me sujar e aproveitar, mas já as crianças de hoje em dia, meu deus duvido que façam metade.
    Beijos

  • Tainá
    10/10/2012 at 7:04 pm

    Cara, realmente a infância esta sumindo pouco a pouco, é tanta criança que quer virar adulto, pensando que vai fazer o que quer, e que ao mesmo tempo vai ter essa vida boa de não pagar as contas, que vai ter roupa de graça, comida de graça, doces forever, não liga para os estudos, nem se toca que as séries iniciais são as melhores, e quando chegamos na adolescência queremos voltar a ser criança, por exemplo, quando eu cheguei aos 10 anos para mim foi um pulo dos 10 aos 16 e em dezembro desse ano vou fazer 17 e ano que vem 18 já já chego nos vinte, era tão bom ter 6 anos quando as coisas eram mais baratas e 1 real dava para me alimentar com doces por uma semana rsrs Se eu tiver uma filha, não quero que ela avance essa parte de inocência de brincadeiras. Só para finalizar e tirando as crianças, me dá raiva um monte de adolescentes que querem ser adultos, uma coisa é ter maturidade, outra coisa é pensar que já pode fazer o que quiser e fica revoltado com qualquer coisa u.u #pronto falei. Cada fase é uma fase, cabe a nós respeitar, saber viver.

    Sumi, e peço mil desculpas por isso, faz tempo que não venho aqui, mas sério não foi por que eu quis, amo muito seus posts e você sabe disso, seu theme tá lindão ^3^. Beijos

  • Carol
    10/10/2012 at 7:41 pm

    Eu costumo dizer que as crianças de hoje em
    dia nascem adultas!!!! heueheu.
    Amei o blog :) Muito Divo.
    umaxicaradeleite.blogspot.com

  • Talita
    10/10/2012 at 7:48 pm

    a maioria das “crianças” hoje em dia não sabem aproveitar nada mais e acaba que fica essa chatisse por serem tão mimados. ganham tudo o que quer kkkkk
    tenho um primo assim, ele é meio insuportavel ‘-‘
    pirralhos
    Guria, nem te conto!

  • Jess
    10/10/2012 at 7:55 pm

    Meu Deus, falou tudo, já tá boa pra ser colunista de jornal…

  • khezia
    10/10/2012 at 8:40 pm

    Eu acabei de fazer 13 anos, mas eu falo por mim mesmo que minha infancia foi muito bem aproveitada. Claro que meninas da minha idade, hoje, já engravidam. Mas na época da minha avó era assim, e aí? Concordo muito com você, sabe. Mas não são todoas as crianças que são assim (para a nossa felicidade). Esperamos um futuro melhor né…. Beijos, linda

  • Carolina Barboza
    10/10/2012 at 9:51 pm

    Infelizmente, essa é a realidade! No mês passado, inclusive, escrevi uma crônica falando sobre as diferenças da minha infância e da infância atual, impulsionada pela era tecnológica! Acho que falta sim, mais inocência na criançada de hoje. Tá tudo muito ‘evoluído’, avançado. Os princípios já não são mais os mesmos e isso assusta. Pra piorar, investe-se pouco na educação.
    Ótimo post!
    Beijo, tenha uma boa noite
     Just Carol

  • Stéphanie
    10/10/2012 at 10:30 pm

    Ai concordo, hoje em dia tem muita criança mal educada e realmente da dó, porque a culpa não é bem delas e sim dos pais que não colocam limites, que não educam.

    Que bacana querida, vai ser uma delícia sim, lembro quando eu ia em festas de 15 anos, eu adorava. Faz sim, depois me conta como ficou, se fez sucesso e como foi a festa.

    Beijos.

  • Renata
    10/10/2012 at 10:39 pm

    Odeio crianças. Crianças são xexelentas e catarrentas, odeio todas, sem excessão.
    Devo ter algum problema ou coisa do tipo, porque realmente não consigo ficar perto de criança nenhuma por muito tempo, haha.
    Fora isso, concordo plenamente que a geração de hoje em dia não se compara com o que eramos antigamente… sempre fui ligada a tecnologia mas nunca ganhei um tablet de dia das crianças… no máximo uma Barbie. :c
    Ah, amei o novo layout. *-*
    Beeeeeijos.

  • rafaela
    10/10/2012 at 11:02 pm

    Gente! O pior é que eu fico vendo as crianças do futuro se transformarem em adolescentes. Tome como exemplo euzinha aqui, tá louco, eu ainda nem namorei, já beijei mas por pura pressão, e olha não tenho a minima ‘apreciação’ por essa ‘maturidade precoce’. Acho vulgar, sei la, cada um do seu jeito né…
    “eu desejo um feliz Dia das Crianças para as verdadeiras crianças que ainda restam neste mundo.” Haha, parabens pra mim mesma então, eu sou uma verdadeira criançona, curto e muito meus animes, de brincar (por mais errado que seja) debaixo do chuveiro, de pular até me acabar na cama elástica, etc… enfim, né!
    Talvez por minha indignação, eu tenha uma baita vontade de criar um montão de filhos, todos adotados, e jogar na cara dos outros o que é realmente criar alguém.
    Odeio quando vejo pais logo cedo alimentando os filhos com porcaria, depois quando a criança so quer comer aquilo ainda tem a ousadia de reclamar: “AFfe, ela so quer doce!” Dá uma vontade filha da mãe de virar e dizer: “Tbm, vc ficava enfiando guela a baixo porcaria, quando ela nem mesmo sabia o que era aquilo”
    Enfim…………. É por isso que o numero de obesidade infantil cresce cada vez mais…
    BEijão, ótimo post

  • Marina
    11/10/2012 at 12:24 am

    Você me faz rir muuuuuuuuuuuito! AUHSUAHSUAHSU eu adoro crianças mas as mimadas me tiram do sério. Comprei um camaro (de brinquedo, é claro) para o meu sobrinho/afilhado. *-*

    Beijos

  • Paula Costa
    11/10/2012 at 11:57 am

    Sério, a minha infância (que nem foi a tanto tempo assim e_e) foi muito melhor do que as das crianças de hoje em dia.
    Esses dias fui em uma festa infantil e acabei aprendendo uns 10 palavrões novos (não que eu use, mas só pra mostrar como tá #dificiu a situação).
    Eu acho que a culpa é inicialmente dos pais, porque tem muitos que até incentivam as crianças, sabe? Compram tudo o que as crianças pedem, não colocam elas de castigo, falam palavrões em casa. Acho que isso só faz mal á criança, ao contrário das palmadas.
    Claro que pra educar a criatura não precisa bater até não poder mais, isso é que é o errado, mas uma palmada pode muito bem ser o que difere uma criança que vai ter gravidez aos 12 anos de uma que vai se dar bem na vida.
    Sinto muitas saudades da infância que eu tive, na qual chamar o outro de idiota era ofender profundamente, festas eram legais por causa dos doces e pega-pega era a coisa mais inocente do mundo.
    Feliz Dia das Crianças pra criança dentro de você :3
    Beijos!

  • millena
    11/10/2012 at 4:57 pm

    vc descreveu toda a raiva que eu sinto quando vejo uma criança querendo ser adulto antes do tempo.
    tá certo que quando eu tinha meus 6 7 anos tbm era doida pra ficar mais velha logo, mas soube aproveitar a minha infância e só fui saber o que era computador com quase 11 anos.
    acho que o maior erro é realmente dos pais que acham bonito a filha tacar 1kg de maquiagem na cara ou já querer usar sutiã de bojo e essas coisas.
    e ainda aqueles menininhos que ainda tomam mamadeira falando que pegou fulana na festinha de aniversário de ciclano.
    bjs

  • Cris
    11/10/2012 at 6:48 pm

    Eu não acho que tecnologia seja um problema para as crianças, pq se for pensar assim, nossos pais nunca deveriam de ter comprado video game para gente quando eramos crianças… Acho que elas tem que crescer com a tecnologia sim, e o papel dos pais é ensinar limites… Mas que pais hoje querem ensinar limites, não é mesmo? Na verdade, a função de pais nenhum pai e mãe hoje quer de verdade né? Mais fácil enxer a criança de brinquedo, roupa e depois por a culpa na publicidade! Isso sim eu acho absurdo, comprar “amor” com coisas…
    Beijos! =**

  • Laura_Bianca
    11/10/2012 at 7:34 pm

    Não concordo em bater não, acho que existem maneiras melhores de se educar uma criança, sem violência, nem tapinhas. A minha prima é uma pirralha, oh menininha chata, ela acha que manda em tudo, e os pais dela ainda fazem só o que ela quer.♥

  • Juli Jolie
    11/10/2012 at 9:48 pm

    Oi Camilla! Lembra de mim? Quanto tempo hein?!

    Esses dias eu tava conversando com minha amiga exatamente sobre esse assunto. Concordo com tudissimo que você disse, hoje a infância já não é mais tão levada a sério! Ainda bem que eu nasci uns anos antes e tive a chance e tempo de aproveitar demaaais a melhor fase da vida… aiai que saudades de ficar até tarde no quintal dos meus amigos brincando e conversando sobre assuntos de criança…
    Mas eu vou levar uma criança dentro de mim para sempre!
    -xoxo

    s2juuh.blogspot.com

  • Lucas Maia
    12/10/2012 at 9:49 am

    Oi Camill,
    eu concordo com você sobre alguns pais fazerem as crianças adultos mirins. E também me lembro que no meu tempo vago, quando criança, sempre gastava desenhando personagens de desenho animado e lendo muitos livros.

    Beijos e bom feriado!

  • Dasty-Sama
    12/10/2012 at 12:21 pm

    Assim, eu acho que é relativo. Não tem como mudar a geração de hoje, é assim que tem que ser. Uma criança não vai brincar lá fora se tem um tablet em casa que faz coisas muito mais legais. Eu mesma faço isso. Poderia ir lá fora, passear, mas prefiro ficar enfunada no computador ou jogando no tablet.
    Quanto as crianças precoces, sempre teve. Na minha época sempre tinha umas garotas beijoqueiras e garotos safadinhos, isso depende de cada pessoa. Eu sempre fui muuuuito infantil, sou até agora. Vivo assistindo desenhos no Cartoon Network (sério, não está tão ruim não. Na verdade, lá tem um bocado de desenhos muito bons! Porém, eu ainda acho os desenhos antigos melhores).
    Agora quanto a maquiagem e salto alto, concordo. Um dia fui no shopping e me assustei com a quantidade de menininhas parecendo mini travecos com aquelas caras cheias de maquiagens. Eu só passei a usar maquiagem meio que religiosamente com 15/16 anos. E ainda tomo o maior cuidado com minha pele. Pele bonita é tipo uma ambição para mim.
    Quanto a salto, vi uma menina ontem de uns treze anos andando toda torta no metrô. Comecei a rir da situação.
    E quanto a dar uns tapas, concordo. Conheço gente que nunca levou um tapa e é sem educação totalmente. Não precisa estourar a criança, mas alguns tapinhas e mostrar quem que manda, ajuda sim.

  • Carol Rodrigues :3
    12/10/2012 at 12:52 pm

    CARA QUANTOS SÉCULOS QUE EU NÃO VENHO AQUI. Né Kmilla? q.q

    Cara, eu sou mais criança do que as crianças de hoje. Eu ainda sou viciada em videogames e tal. Lembro que eu pulava elástico, amarelinha, Aquaplay (ainda tenho um shaushausha), mas o Cartoon ainda tem coisas legais. Tipo Hora de Aventura, O Incrível Mundo de Gumball, Apenas um show e MAD q.q

    Criança agora é tudo beijando e se maquiando. Avá cara, é ridículo isso. Nem 10 anos elas tem ‘-‘

  • Geovanna
    12/10/2012 at 4:32 pm

    hahaha concordo com você! As crianças de hoje em dia estão ficando cada vez mais mal educadas! ELAS DEVERIAM VOMITAVAR ARCO-ÍRIS -qqq ~lesemsentido~ E o pior, não dão palmadas quando merecem, daí crescem mimadas e mal educadas, mais conhecidas como playboys ou patricinhas sem noção do colégio -BLAIR- Claro que dar uma bela surra não adianta, pois traumatiza a criança, mas repreender e dar umas palmadinhas qndo merecem, não traumatiza nada.

    Um dia desses eu tava no supermercado, daí eu vi um menininho de no máximo 4 anos, tentando pegar um brinquedo daí a mãe disse pra ele parar. Ele deu língua pra ela, e começou a esperniar, daí ela foi pegar ele, e deu uma palmada no braço e ele disse gritando “PARA, PARA NÃO É PRA BATER, POIS BATER TRAUMATIZA, VC QUER ME TRAUMATIZAR É?” eu fiquei de boca aberta e a mãe ficou vermelha o_O

    Agora, veja. né? ~CRIANÇAS DRAMÁTICAS QUE DAVAM PRA TRABALHAR COMO UNICÓRNIOS DA GLOBO -N~ Nem eu, quando minha mãe me batia, ela tinha motivos, e vários. E foi com meus erros que eu fui educada u_U

  • Marina
    12/10/2012 at 5:15 pm

    Criança rolando no chão “vou rolar minha mão na cara que tá achando fofo”. AHUSHAUSHAUHSUAH eu adoro vir aqui, você me faz rir mesmo dizendo coisas sérias.
    Tenho um priminho assim também, ele até bate nas minhas primas mais velhas e ninguém faz nada. Mas de mim ele tem medo porque sabe que não dou trela. Odeio criança mal educada!

    Beijos

  • Stéphanie
    12/10/2012 at 10:47 pm

    Aqueles eu gostei, mas tiveram vários que nossa, muito feios!

    beijos querida.

  • Sakura
    13/10/2012 at 12:18 pm

    Aloha!

    Eu fiquei traumatizada. É complicado esse troço.

    Aloha!

  • Simone (Totalmente Exagerada!)
    13/10/2012 at 2:01 pm

    Verdade, a pirralhada tá solta por aí!! Hahahaha.
    Muito bom o post.

    Beijos.

  • Baby Suh
    05/12/2012 at 9:25 pm

    Quem quer eleger a Camilla para presidenta levanta a mão
    o////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

    Super apoiado Camilla. Em questão de educação há regra e senão. #ehe,rimei

    Tem que saber educar. Mta gente hoje em dia pare criança como se cagasse o jantar de ontem. Meldels! Isso é o fim da macacada. Qd eu tiver meus filhos vai ser tudo mto direitinho.

    Eu sou ama e eu bem vejo a diferença da educação em cada criança.
    Teve uns meninos q eu cuidei que eram mós anjinhos e fofos e tudo, depois que foram para a escolinha se tornaram autênticos ditadores terroristas!
    Mas esses tiveram pouco tempo na minha mão.
    Teve outra que eu peguei com 4 anos, bem pestinha e mal criada e cuidei dela por 4 anos. No princípio foi difícil moldar ela às minhas regras até pq ela já era maior e tinha mais “autonomia” nas suas atitudes, mas 1 ano depois ela já piava fininho comigo e se comportava direitinho. Fazia algumas birras mas nada comparada à pestinha q era.
    Saber educar é a fonte chave da infância e futuro da criança.

    Kisses da Baby

  • Avagogencewaw
    11/04/2013 at 6:37 pm

    Как дела?Сделать рекламу своего бизнеса! Тогда читайте новость – Сумы доска объявлений – Сумы доска объявлений , доска объявлений bazar.sumy.ua – Сумы Бесплатная доска объявлений , Сумы Бесплатная доска объявлений – объявления г.Сумы и Сумы объявления bazar.sumy.ua – Добавить объявление объявлений г.Сумы или Добавить объявление объявлений г.Сумы – Бесплатная доска bazar.sumy.ua … Удачи Всем!