Categoria "Universidade"

Curso EAD (à distância): como é, mitos e verdades, vale a pena?

Em 16.03.2015   Arquivado em Universidade

[N]ão dá para falar de tecnologia sem abordar os novos meios de lecionar que vem surgindo no nosso tempo. Ainda mais eu, cursando TI e tendo um blog, preciso ficar atenta a tudo que está rolando. Bom… o EAD não é novo, mas com certeza vem ganhando cada vez mais espaço num mundo em que estamos nos conectando de maneira cotidianamente virtual.

Os cursos a distância são uma forma de pessoas com pouco tempo livre ou horários nada flexíveis ajustarem seus estudos à sua agenda e, dessa forma, conseguirem um aprimoramento profissional com a mesma qualidade que um aluno que entra nas salas de aula. Justamente por se tratar de algo que se adequa ao nosso tempo (ser uma sala de aula sempre a disposição), a modalidade vem sendo cada vez mais aderida e ganhando cada vez mais notoriedade. Porém, infelizmente ainda rola muito preconceito em torno desta plataforma de ensino. E este post está aqui pra quebrar isso!

Se você quiser mais detalhes sobre o que é EAD, público-alvo, etc. acesse este site.

como funciona um curso a distância

Oras, funciona igualzinho qualquer outro curso. Você faz normalmente um processo seletivo, aguarda o resultado e, caso você passe, efetua sua matrícula e ganha o login e senha do portal EAD da sua universidade.

Ah… mas e se eu não sei nada de computador?
Geralmente as plataformas de ensino a distância sempre acompanham tutoriais de como utilizar todos os seus recursos. Além disso, a pessoa que efetua a sua matrícula está ali também para te explicar como a modalidade funciona e tirar possíveis dúvidas. Juntamente aos tutoriais, também se encontram na maioria das vezes meios de contato com a universidade caso a plataforma apresente algum erro.

A gente precisa entender também que estamos num mundo cada vez mais “informático”. Se não soubermos nem ligar um computador ou abrir o Word, vamos perder cada vez mais espaço. Hoje em dia saber o básico de informática é tão importante quanto o inglês. Por isso, caso tenhamos dificuldade, é bom praticarmos e aprendermos gradativamente.

Na plataforma EAD, não se encontram apenas textos ou vídeo-aulas, como muitos pensam. Nela também são postadas e entregues as atividades, notas, debatidas as matérias, estipulados prazos, feito download de materiais de apoio, executado um plano de ensino, tiradas as nossas dúvidas, promovidos encontros pessoais dos alunos, etc. É uma plataforma interativa. Você pode até precisar de um Skype para um trabalho em grupo, mas a modalidade te dá todo o suporte necessário para um contato constante com o professor e seus colegas de “classe”.

Vale lembrar também que os alunos EAD de uma universidade na maioria das vezes possuem acesso livre aos campus destas. Ou seja: mesmo que você seja da modalidade virtual, pode ir para o campus pegar um livro na biblioteca, por exemplo. Inclusive eu constantemente assisto aulas presenciais na universidade, não tendo qualquer tipo de limitação.

mas… ensino a distância funciona mesmo?

EAD é uma modalidade de ensino que é constantemente colocada a prova por não haver aquele contato pessoal entre professor e aluno. Mas será que isso realmente atrapalha o desenvolvimento educacional?

O coordenador de um dos cursos de TI da minha faculdade disse que os alunos de EAD foram melhores nas provas do ano anterior do que os alunos presenciais. E por que isso acontece? Porque, geralmente, os alunos da modalidade presencial acabam ficando muito apegados apenas ao que o professor ensina em sala de aula, não correndo atrás de materiais alternativos para aprenderem. Sempre esperam a aula do professor para tirar dúvidas ao invés de correr atrás e tentar solucioná-las. O ambiente pessoal acaba criando muitas vezes uma dependência educacional nada favorável à aprendizagem do aluno.

O MEC afirma que mesmo o curso sendo presencial, 20% dele pode ser realizado a distância, desde que a faculdade tenha um plano de ensino para isto. Ou seja, muitas faculdades vêm adotando o EAD. Inclusive o módulo presencial do meu curso possui uma matéria feita totalmente online.

Ao contrário disso, os alunos de EAD têm suporte online do professor, mas muitas vezes tem de correr atrás do que sentem dificuldade sozinhos. Correr atrás de livros, vídeo-aulas, exercícios alternativos, etc. enquanto o professor não acessa a plataforma EAD naquela exata hora. Isso acaba gerando uma autonomia no ensino (o que é muito bom) e faz o aluno ter maior facilidade em vencer obstáculos.

Hoje em dia, em um mundo cada vez mais virtual, é tremenda bobagem dizer que um ensino deste modo não vale a pena ou não funciona. A quantidade de tutoriais no Youtube, sites de apoio ao aluno no Ensino Médio e Fundamental (como o InfoEscola, ClickIdeia), ebooks, cursinhos online como o Descomplica, etc. estão aí para mostrar que o nosso aprendizado só depende do nosso próprio esforço quando temos as ferramentas em mãos. Tudo o que sei sobre desenvolvimento web e programação eu aprendi graças à internet e os tutoriais disponíveis. E sei que sou apenas uma das milhares de pessoas que recorreram à internet para resolverem seus dilemas.

Aprendizagem não depende de contato pessoal. Depende apenas de você quando possui o que precisa para isso.

mitos e verdades

Para concluir o post, estarei respondendo alguns mitos e verdades que giram em torno da modalidade EAD.

Precisa ter muita disciplina para cursar a distância.
Verdade. Mas precisa de disciplina para qualquer curso que você for ingressar. A diferença é que são atitudes disciplinares diferentes. Enquanto na sala de aula você tem que chegar cedo, prestar atenção nas aulas mesmo com sono, evitar conversar com os colegas, não se distrair com o celular, etc. o aluno de EAD não pode prender sua atenção nas coisas de casa como notebooks, televisão, geladeira, dentre outros.
Assim como há fiscalização no presencial, há também no curso online. O professor sempre entra em contato quando você aparenta omisso ou não realiza as atividades.

O ensino a distância dificulta minha possibilidade de emprego.
Mito. No seu certificado não irá aparecer a modalidade de curso que você fez, apenas qual curso. Então, não haverá essa diferenciação entre um e outro porque a grade curricular e os métodos de ensino são os mesmos. A diferença é só a plataforma que isso é executado.
O preconceito em torno de cursos EAD parte sempre da ignorância e da hipocrisia de achar que o modo virtual não é educacional o bastante, quando é justamente a internet que tem nos ajudado cada vez mais a aprender o que antes não estava ao nosso alcance.

As avaliações em EAD são falhas porque a correção é automática e há possibilidade de colas.
Mito. A correção não é feita por um sistema, mas sim pelo próprio professor. Devemos entender que quem está por trás da modalidade EAD são professores tão formados quanto os que lecionam presencialmente (inclusive, eles também atuam presencialmente!). Quanto a possibilidade de colas, isso ocorre tanto na modalidade presencial quanto virtual. A cola só passa se o sistema e a avaliação do professor em EAD forem falhos. O professor se especializa no curso a distância, então ele já tem todo um preparo para estes possíveis acontecimentos.
Além disso, as provas decisivas do curso EAD são feitas sempre de forma presencial (bimestrais e semestrais). Com o avanço da tecnologia, com certeza as plataformas EAD vão bloquear a possibilidade de colas virtuais, barrando navegadores, etc.

O curso é só em vídeo-aulas e isso é muito ruim.
Mito. O curso não tem apenas vídeo-aulas, mas também se baseia bastante na leitura de textos e na interação entre professor e aluno. Essa didática faz com que o aluno tenha mais meios de aprender e absorva ainda mais conhecimento.

O curso a distância é mais fácil que o curso presencial.
Mito. O curso presencial e a distância possuem exatamente a mesma grade e o mesmo método de ensino. O curso a distância pode ser organizado de uma forma mais didática para o aluno não se sentir tão perdido ou sobrecarregado, mas ainda assim as avaliações ocorrem da mesma forma: avaliações e atividades tanto virtuais quanto presenciais. Além disso, no curso virtual você provavelmente vai ter que correr atrás de mais materiais de apoio para maior compreensão da matéria, o que torna seu aprendizado até mais abrangente.
Não que pelo sistema virtual você não tenha o apoio do professor. Pelo contrário. Mas é natural que virtualmente aprendamos a ter uma maior autonomia sobre nosso método de aprendizagem.

minha conclusão

É óbvio que existem cursos que não dá para fazer a distância, como Medicina, por exemplo. Mas cursos sem essa profundidade e, principalmente, cursos ligados a tecnologia, podem com certeza serem executados de forma virtual. Eu mesma tenho feito isso e está sendo bem mais proveitoso do que quando eu estava na sala de aula. Tenho absorvido muito mais conteúdo e ganhando cada vez mais autonomia para adquirir conhecimento.
A verdade é que não existe uma modalidade melhor, mas sim jeitos diferentes de aprender. Não dá pra comparar.

Enfim, espero que tenham gostado :3 Bye!

Marina and the Diamonds – I’m a Ruin

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.