Categoria "Gatos"

Vida de Gateira: Oberino

Em 27.09.2015   Arquivado em Gatos, Memes

Minha cara quando tô cheia de matéria da faculdade acumulada: #oberinolindo

Uma foto publicada por Camilla Martins (@sugardanceblog) em

Uma pausa rapidinha pros posts de ajuda pra postar sobre algo que me ajuda, me acalma e me faz feliz: gatos! Eu já postei sobre a Marvel uma vez aqui no blog, que é minha gatinha que adotei faz quase dois anos e que está em São Paulo sendo muito bem cuidada pelos melhores pais do mundo ;) Agora vou falar do gato do meu boy e que é simplesmente a minha sensaçãozinha aqui da casa HAHAHAHA O nome dele é Oberino. De quebra, vou responder a tag da Mulher Vitrola que tá bombando e não poderia deixar de falar algo, né? Bora lá entonces!

(Leia mais…)

marvel & eu

Em 18.02.2014   Arquivado em Diário, Dicas, Gatos, Textos

eu com a marvel = lince negra com lockheed ♥

[N]ão, o post de hoje não vai falar sobre nada referente aos quadrinhos. “Vou falar de mim, Marvel, uma gatinha preta de olhos verdes-amarelados que estava em um petshop em busca de um dono ou uma dona muito simpática para me adotar. Eu tenho dois meses, sou bem assustada e também muito curiosa, e não nego um carinho (aliás, vivo enchendo o saco da minha dona pedindo). Sou levada e rebelde, nunca obedeço o que minha dona humana diz para eu fazer, mas eu sei que ela sempre faz de tudo pro meu bem. Às vezes ela some, e eu fico chateada, mas a mamãe dela cuida muito bem de mim, e eu sei que minha dona não pode ficar me paparicando o tempo todo, afinal, ela tem outras coisas pra fazer, né?

marvel vendo jogo do bayern comigo ♥

Quando eu tinha quase dois meses, me deixaram num petshop com mais dois irmãozinhos. Eu ficava numa caixinha de vidro pequena e um pouco apertada para nós, mas éramos muito bem cuidados… Tinha ração e lugarzinho pra eu me limpar. Acontece que nenhum gato merece viver para sempre dentro de uma caixa ou jaula esperando alguém (isso é a realidade que muitos irmãos meus vivem em zoonoses e ONG’s, alguns pela vida toda)… Até que um dia, minha mamãe-humana chegou no petshop, deu uma olhadinha em mim e foi embora. Fiquei ansiosa, talvez ela tivesse ficado interessada, ou só passou para achar bonitinho. O que será que ia, de verdade, acontecer comigo?

Dia seguinte, no mesmo horário, a mamãe passou de novo no petshop, mas dessa vez com a companhia de um amigo e uma caixa de sapato toda furadinha na mão. Ela entrou no petshop, admirou algumas latas e rações, conversou um pouco com os atendentes e depois me senti sendo tirada da caixinha. Oh, meu Deus! Será que eu finalmente ia sair dali?

Logo, presencio minha dona soltando urros de felicidade e me colocando dentro da caixa. Fiquei lá um tempo, até ela comprar a ração, vermífugo, caixinha de areia e receber algumas explicações do atendente. Queria sair dali… era mais apertado que minha jaulinha. E depois, quando fomos embora, fiquei em pânico: eu, naquela caixa minúscula, ouvindo barulhos ensurdecedores de carros, motos, caminhões, e ainda as risadas altas da minha dona e do amigo dela… como ela é escandalosa! Miauhahahaha!

Quando cheguei na casa dela, eu estava muito assustada. Não conhecia nada, tinha medo dela e da mãe dela, e de tanto medo, subi nas costas da minha dona. Não parava de miar e não fazia ideia do que ia acontecer comigo. Estava aflita e toda arrepiada.

marvel odeia flashes, hahahahha!

Aos poucos, fui me identificando e me acostumando com o lugar, e vendo que minha dona é uma pessoa boa. Ela me deu ração novinha, água fresca, separou um lugarzinho só para eu me limpar, me deu uma caminha, alguns brinquedinhos e fazia muito carinho em mim. Até um nome ela me deu junto com uma coleirinha linda: Marvel! Diz ela que é inspirado numas coisas que ela lê… eu não entendo nada disso, miau!

Hoje, eu sou uma gatinha que já está há uns quatro dias na casa, e já sou muito feliz! Todo mundo cuida bem de mim aqui, eu brinco muito, me exercito, sou bem alimentada e tem sempre alguém pronto para me ajudar. Recebo muito amor e carinho e amo minha dona ♥ Queria eu que todos os meus irmãos felinos tivessem a mesma sorte.”

marvel brincando com meus pôsteres haha

Sempre foi interesse meu adotar uma gata… preta… chamada Marvel UAUUHAHAUHUHHUAAUAHU E agora, eu tenho a minha primeira filha, um doce de gata. Extremamente inteligente, sapeca, mas que tem se acostumado bem com a rotina daqui de casa. Foi um sufoco adotar um gato. Primeiro, eu tentei no site Adote um Gatinho, e até o gato eu tinha escolhido, mas infelizmente eu não preenchia todas as exigências da ONG, e até chorei por isso, hahahahh. Depois, procurei no zoonose e na UIPA, porém no zoonose e na UIPA eu teria que ser maior de idade, e meu pai estava meio molenga para ir até lá, sem contar que na UIPA é um pouco caro adotar (mas em compensação, o gato já vem vermifugado, vacinado, castrado, com uma consulta e um mês de consulta grátis nos médicos de lá). Acontece que também ambos são muito longes da minha casa, não compensaria eu ir até um veterinário da UIPA e eu dou preferência para filhotes, pois é mais fácil de se acostumar com as rotinas da casa e o adestramento é melhor, creio eu.

a primeira fotinha ♥

Porém, numa curiosidade, passei num petshop que conheço há anos e notei a gatinha. Linda! Porém não tinha grana para arcar com a adoção e os complementos. Massss, meu namorido lindo arcou com os preços e me deu de presente de aniversário. Hoje sou a dona mais feliz e preocupada do mundo ♥

Infelizmente, nem todos os gatos e animais domésticos em geral têm a mesma sorte que a Marvel teve. Muitos são abandonados, mal-tratados, mal-cuidados, não tem carinho e alguns são adotados e depois jogados na rua. As pessoas não entendem que ter um gato não é um brinquedo: é um ser vivo que precisa de atenção, cuidados, paciência, amor. Não é só dar comida, água e uma caixa de areia para ele usar. Ele precisa de um dono que possa dar carinho, paciência e ter responsabilidade. E se você não tem nenhum dos três e não faz questão de mudar isso, não tenha!

esse olhão amarelo lindo ♥

Caso você esteja interessado em ter um gato ou cachorro, passarei os lugares que procurei e que são mais confiáveis para mim. Cuidar de um gato não é caro: eu paguei 11 reais pela ração + areia, e dá para um mês. Além disso, coisas como vermífugos (R$3,70), vacinas (a tríplice que vou dar é R$18) e a castração (gratuita) são baratas. Mas como eu disse: não basta isso. Tem que dar amor! Mas amor também não tem preço, né gente?

Locais para adoção:
UIPA – muito atenciosos! (site aqui)
Zoonose de São Paulo – dá muita dó dos animais em jaulinhas minúsculas… fico muito triste com a cena :( (mas creio que em outros estados também tenha) (site aqui)
Adote um Gatinho – muito atenciosos também! (site aqui)

E vocês? Têm bichos de estimação? Querem ter? Me contem e compartilhem suas dicas para ter gatos, cachorros e cia ♥

E para terminar, uma música da Katy Perry, porque ela aaaama gatos, igual eu ♥

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.