All for Joomla All for Webmasters
Buscando categoria

Shows

Diário Shows Textos

run run with her top down baby she flies

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Novo design do blog (dã) D= Espero que gostem *-* Quem está no layout é a Marina and The Diamonds. Lembrando que eu já adicionei todos os créditos, mas se eu esqueci de alguém *momento mente avoada* :z me avisem, por favor. Grata, Camilla ♥

Obrigada a todos os meus vanillas pelos 47 comentários!

  • Trabalho em norma da ABNT
  • Dezipando arquivos pelo Windows
  • Bordas com imagem (CSS)
  • Código [if IE]
  • Como usar o @font-face
  • Opções: Curtir no Facebook (ATUALIZADO)!
  • [H]oje eu não irei falar sobre como foi a minha ida ao show da Lady Gaga, até porque, sei que muitas pessoas não gostam e algumas aqui no blog nem entendem muito os propósitos artísticos e musicais dela, então, melhor eu nem falar muita coisa para, quem não gosta, não ficar entediado. Hoje eu vou falar de uma coisa um pouco diferente: a alegria e as dificuldades de ser fã de um artista.

    Uma coisa muito bacana que Lady Gaga falou em seu show (e que eu pude ouvir aquilo, ao vivo, há aproximadamente cem metros dela), foi: eu sei que não é fácil trabalhar duro e juntar dinheiro para ir a um show. Sei que os ingressos são caros, e sei que vocês lutaram muito para estar aqui. É por isso mesmo que eu digo muito obrigada, pois isso aqui está cheio! Gaga reconhece que não é fácil, ainda mais num país como o Brasil (no qual ela viu as desigualdades de perto, indo ao morro do Cantagalo no RJ), ter dinheiro suficiente para pagar um show caríssimo, cheio de taxas abusivas e com uma certa desorganização não é fácil. Em todos os shows que fui, todos foram feitos pela Time For Fun, e posso garantir que esta não é uma empresa qualificada suficientemente para grandes shows, com momentos de desorganização, sacrificando os fãs e os bolsos dos mesmos com taxas absurdas, e não respeitando o próprio regulamento.

    E com essa frase de Gaga, começo o assunto do post: como é difícil ser fã, não é mesmo? Ter que aturar gente que nem merece conhecendo o seu artista predileto, tendo que ouvir os seus pais debochando sua simpatia pelo seu ídolo, sofrer piadinhas idiotas no local de trabalho e/ou na escola/faculdade, ajuntar aquela graninha extra para comprar o novo CD do cara, chorar feito um idiota ou pelo menos admirar a entrevista daquela cantora que você tanto gosta… Quando ouvir que o Fulano vai vir ao Brasil, quase vender Icegurt para conseguir bancar os ingressos com preços desonestos… Ser maltratado em filas, em que a produção não está se importando com sua saúde e te deixa mofando do lado de fora da casa de show/estádio em um sol terrivelmente massacrante, ouvir pessoas na fila falando mal ou desmerecendo seu querido artista (ou até mesmo pessoas que você gosta falando mal do mesmo… e isso dói mais ainda), passar mal só de ver os preços absurdos dos lanches e bebidas no local do evento…

    Aliás, fazendo uma pausa: eu, que achava lanchonete de perto de casa cara, tive que me deparar com churros por seis reais, cachorro-quente por dez reais e uma lata de Pepsi por seis reais! É inadmissível, afinal, já pagamos caro por ingressos que depois, numa baita sacanagem, foram reduzidos pela metade do preço! Além disso, é ridículo no regulamento da produtora, proibirem de levar lanches e garrafas com bebidas com a desculpa de que você pode machucar alguém. Não havia desculpa mais aceitável, não? Outras coisas que foram proibidas foram: guarda-chuvas, perucas e até um secador foi jogado na lata do lixo porque foi proibido. Agora, eu me pergunto: vocês conhecem algum caso de agressão em algum show de uma estrela em algum estádio do país recentemente? Pelo menos, no Morumbi, eu não conheço. Como se agride uma pessoa com uma peruca? Isso chega a ser até engraçado. A falta de bom senso é imensa.

    E falando em bom senso, a Prefeitura de São Paulo poderia ter isso, não é mesmo? Afinal, fãs (dois amigos meus, por exemplo) tiveram que dormir na rua para, às quatro da manhã, pegar ônibus, pois o turno dos ônibus e o metrô tinham acabado/fechado. Ridículo não ter uma estação de metrô perto de um dos maiores estádios do país, e não terem feito um esquema especial para um show que foram 50.000 pessoas!

    Temos que aturar pessoas furando filas, meninas estéricas berrando atrás de você, aquele cara mais alto que uma trave na sua frente que parece que está ligado no 220W, aquele momento em que a sua câmera desliga na melhor música, pessoas nos repreendendo por nosso gosto (seja ele musical, de vestuário, enfim), gente passando na nossa frente bem na hora do show e que ficam tumultuando as passagens… e mesmo com todos os problemas, tudo no final vale a pena!

    Quando vi Lady Gaga entrando no palco, em seu unicórnio, eu fiquei completamente sem reação. Não sabia se ria, chorava, cantava, gritava… eu só olhei, e é como se tudo valesse a pena. As broncas dos pais, as humilhações, os preços abusivos, as meninas histéricas da arquibancada, o menino no 220W que não parava de se mexer na minha frente, a chuva que caiu, o sol que quase me fez passar mal, os shows de abertura que não prendiam minha atenção, o nervosismo, a dor de cabeça… tudo isso foi compensado, com Gaga cantando o primeiro verso do show: Run run with her top down baby she flies.


    Gaga sambando

    Por isso, eu dedico este post para todos nós, fãs de qualquer artista que seja. Seja aquele que já morreu, aquele que parou de fazer música, aquele que promete há anos um álbum, aquele que adora elogiar o Brasil mas nunca colocou o pé aqui, aquele que é super nojento mas mesmo assim você continua gostando, aquele que tem problemas particulares que se espalham pela mídia e nem por isso você deixa de gostar dele… fã é assim, não desiste nunca!

    A música do post é Highway Unicorn (Road To Love), de Lady Gaga, do seu terceiro álbum, Born This Way, e é a primeira música a ser tocada no show de sua turnê atual, a The Born This Way Ball Tour. Essa música tem uma das minhas frases favoritas de Gaga: Run run with a fury of a saint in her eyes.

    Diário Música Reflexões Shows Textos

    Meu pai, Kevin Jonas, show, vlog e… Jonas!

    Eu mudei o meu design porque vai combinar muito com o próximo post, e porque semana que vem tem um feriado nacional e um dia importante: a Proclamação da República (15/11) e o Dia da Bandeira (19/11).

    E porque o Neymar? Porque eu gosto MUITO dele, sou santista desde pequena e nunca fiz um theme dele, então, achei a ocasião bem apropriada. E ele vai ficar no Santos até 2014! Que bom *-*

    Goodies:

    Estou participando do sorteio da Paula!

    Um ano que eu fui no show dos Jonas Brothers ♥

    cliquem aqui e me vejam vestida de lady gaga kaka/

    o 125º que comentar ganha um cupcake!

    Valeu pelos 158 comentários! Vocês são um bando de açúcares dançantes ♥

    Hoje eu vou falar sobre o… meu pai. Esse é o senhor que paga esse santo domínio e essa santa hospedagem.

    Não, eu não estou zoando.

    Meu pai é uma pessoa legal, torcedor do Santos, um quase alemão barrigudo e que só sabe falar de Corinthians (mesmo sendo santista… #naointendo). E extremamente bipolar.

    Às vezes meu pai acorda parecendo uma pessoa super saltitante e brilhando mais que o sol, ou que o Edward Cullen.

    Assim como tem dias que se ele estivesse com uma arma de paintball na mão, ninguém sairia com as panturrilhas salvas.

    Quando ele chega do trabalho, ele sempre tem aquelas piadinhas infames ou frases de impacto social.

    – Oi pai! Tudo bem?
    – Até agora tava, né? Pode melhorar, ou pode piorar.

    Parece até um momento Shakesperiano: TO BE, OR NOT TO BE?

    Meu pai é filósofo… ok, não.

    E aqueles momentos que ele começa a correr atrás de mim pela casa inteira só porque eu tô enchendo a paciência dele… e ele corre com uma arma de choque na mão. QUE BONITO, QUE BACANA! ☺ ☻

    Quando meu pai começa a me dar bronca dizendo que eu sou uma pessoa muito bagunceira…

    Ou quando ele tem a síndrome do ~fazer doce~

    Pai: Camilla, que horas é a novela?

    Camilla: vê na grade de programação, ora bolas.

    Pai: O QUE É ISSO MENINA? ME RESPEITE!!!!!!! EU VOU TIRAR O SEU COMPUTADOR SUA COMIDA SUA BEBIDA SUA CASA!!!!!!!!!!!!!!!!!!! QUE NEGÓCIO É ESSE? VOCÊ ANDA MUITO MAL-CRIADA, VIU????????????? ME RESPEITAAAAAA.

    Camilla: CALM DOWN, BITCH!

    Ou aquele momento irritante que meu pai fica pedindo pra arrumar alguma coisa no site dele.

    Camilla:

    Meu pai tem mania de fazer trocadilhos.

    dicionário de trocadilhos de sérgio sidney

    Müller: milho
    Coldplay: cu de peido
    Mario Gomez: Mario engoma (?)
    Schweinsteiger: Chuva-estraga (?)
    Badstuber: bate e estuba
    Shine a Light (música do McFLY): chinelada #epic
    McFLY: Coméquifaz (como é que faz)
    Água zagalo: vocês vão ter que me engolir

    Eu ouvindo esses trocadilhos:

    o que eu quis dizer?

    É que todo mundo só lembra do valor que nossos pais tem no Dia dos Pais, Dia das Mães, ou quando você ganha aquele playstation que custa os olhos da cara! Mas eu acho que, mesmo distante do Dia dos Pais (9 meses), e mesmo distante do Dia das Mães (6 meses) nós temos que sempre dar valor aos nossos pais. E não dar presentes, carinhos, abraços, poemas e palavras bonitas só nos dias deles, até porque, o Dia dos Pais e o Dia das Mães é só uma estratégia de marketing do comércio para aumentarem suas vendas. E pai não é só pai no Dia dos Pais, ou das Mães… é todo dia! Então vamos ser bons filhos todo dia? Acho que o mais importante não é dar presentes, e sim respeitar! É o que o meu pai SEMPRE diz: eu não quero presentes, eu quero respeito.

    O que ele diz tem lógica! O que é melhor? Um filho que dá um carro zero para o pai e desrespeita ele, ou um filho que dá todo o amor e carinho para os pais, e os entrega um simples poema? Um carro nem sempre demonstra sentimentos, mas um poema sim! O poema tem nosso tato, nosso cheiro, nossa escrita… o carro é só um monte de ferro moldado e que libera C0²!

    Eu sempre paro para pensar que, nós temos que dar valor para os nossos pais hoje, porque um dia, infelizmente, eles não estarão mais presentes. E nesse dia, eu vou sofrer muito. Porque eu não vou ter mais a quem recorrer quando eu estiver triste ou quem abraçar quando eu alcançar mais uma vitória!

    Às vezes, nossos pais são muito chatos, né? Mas essa chatice é pro nosso próprio bem! Um pai de verdade, ou uma mãe de verdade, NUNCA vai querer ver a infelicidade do filho. E se um pai é assim, ele não é um pai de verdade. Ele é um psicopata! Broncas são necessárias, castigos são necessários! Assim, aprendemos a ser pessoas melhores. Nem que seja na base da arma de paintball… ou do velho chinelo, rere.

    Eu tenho muito orgulho do meu pai! Não falo isso por falar, eu realmente tenho muito orgulho dele. Um homem batalhador, SANTISTA UHU ORGULHO (tá parei), trabalhador, forte, que não tem medo de obstáculos e pula todos eles… quando cai, tem forças suficientes para se levantar, e com todos os erros que cometeu ao longo de sua vida, ele conseguiu aprender e não os comete mais. Único defeito:

    documento de origem de filho

    Favor, Sérgio, ler o seguinte contrato.

    • Favor, deixar eu dormir às cinco da manhã.
    • Favor, deixar eu ficar no computador até às duas da manhã.
    • Favor, parar de falar mal das minhas espinhas e do meu cabelo que você carinhosamente diz algumas vezes que é feio.
    • Favor, parar de falar do Corinthians sendo que você é santista.
    • Favor, parar de xingar o técnico do Santos ou os jogadores na frente da TV, porque eles não vão te ouvir.
    • Favor, parar de falar o nome dos jogadores do Bayern de Munique errado.
    • Favor, me levar pra Alemanha.
    • Favor, entender que quando eu falo de homens bonitos eu não estou querendo necessariamente pegá-los… exceto que for o Thomas Müller, o Holger, o Schwein, os Jonas, o McFLY, o One Direction, etc.
    • Favor… ASSINA ISSO AQUI:

    _____________________________________________________
    assinatura do papai da camillynha

    Pronto… é um contrato que eu sempre quis fazer.

    mudando de assunto

    TODA A ESTRATOSFERA sabe que eu sou jonática (fã dos Jonas Brothers) e… GENTE, HOJE (esse post foi escrito dia 05/11) É ANIVERSÁRIO DO KEVIN JONAS ~dance party~

    Meu bebê Mufasa faz vinte e quatro aninhos! E eu lembro que o primeiro post do meu blog (clique aqui) (depois de ter perdido meus posts pela 3567821392190 vez) foi do Kevin Jonas.

    E amanhã (06/11) o melhor dia da minha vida faz aniversário! Foi o show dos Jonas Brothers em São Paulo, e eu a primeira vez que eu fui num show na minha vida! Cliquem aqui e saiba como foi o meu dia 06/11/2010!

    [spoiler intro=”Vídeo e música da semana” title=”Felipe Neto e Jonas!”]

    Eu só escolhi esse vídeo porque ele fala dos Jonas… mesmo que não seja bem, rere.

    música da semana

    Por trás de três garotinhos de New Jersey, existem três homenzarrões com muito, muito talento!

    I’m Gonna Getcha Good – Jonas Brothers

    Eu gosto muito desse cover de I’m Gonna Getcha Good que os Jonas fizeram, de Shania Twan. Os garotos que já foram elogiados e considerados pelo Paul McCartney os novos Beatles fizeram um ótimo cover, e que tem muitos likes no Youtube.

    [/spoiler]

    Bjonas da jonática do morro <3

    Shows

    BUT MCFLY IS FOREVER

    Goodies: Como excluir arquivos duplicados.
    Solucionando problema com canais de cores no PS.

    Obrigada pelos 70 comentários.

    Nesse mês de junho, trago várias surpresas para o blog. Aguardem (:

    Confira a playlist que eu fiz com todas as músicas (não são ao vivo) que tocaram no show! APERTE PLAY ali na barra do rodapé.

    DIA 23/05/2011, VOLTA PRA MIM, POR FAVOR.

    Acordei. Não era um dia comum. Era dia 23 de maio de 2011. Não era um dia 23 de maio qualquer, era o dia em que uma das minhas bandas favoritas (a segunda, pra ser mais exata) faria um show, não sei se inesquecível para eles, mas inesquecível para mim.

    Eu fui pra escola, porque né, eu posso tá com Diarrhea mas meus pais vão fazer eu ir pra escola.

    Voltei da escola. Me arrumei, coloquei minha camisa da Alemanha (OBVIOUSLY) e então, minha mãe começa a gritar:

    – CADÊ A DECLARAÇÃO ESCOLAR?!!?!?!?! KD KD KD *chora* *deschora* CAMILLA

    Camilla: Ferrou.

    Depois de mais de uma hora procurando, ouvindo a histeria da minha mãe e eu nem tão preocupada assim, achei os documentos dentro de uma bolsa minha então:

    Mãe: A CULPA É SUA.

    Camilla: Tô séria.

    indo para o hsbc brasil

    Eu já falei que o transporte de São Paulo é uma droga umas mil vezes, mas repetir é sempre bom.

    Eu peguei um ônibus e na hora de pegar o metrô eu e minha mãe ficamos P-E-R-D-I-D-A-S. Cara, onde ficava Av. Bragança Paulista?

    Mãe: vamos perguntar…
    Camilla: *ferrou, a gente não sabe onde fica*

    E então, a gente pegou o Anhangabaú e chegamos no Terminal Bandeira. Depois de perguntar pra meio mundo, pegamos um ônibus chamado Vila Cruzeiro.

    Mãe: EU CONHEÇO ESSE ÔNIBUS!!!!!!!!!!!!!!!!
    Camilla: *RECALCADA, PORQUE NÃO FALOU NADA?*

    Que legal, mãe séria/

    no ônibus

    Um minuto pareciam dez, eu não via a hora de sair dali, sem contar que eu olhava para os lados e não via nenhum HSBC Brasil. Achava que era, mas aí, era uma loja de carros. Decepcionante.

    Enfim, eu desci do ônibus. Quando vi a fila, eu já tava assim:

    Minha mãe: nunca mais vou em show nenhum com você.

    Camilla:

    A fila tava enorme e já tava um monte de gente lá dentro. Aí, quando eu fui entrar, a mulher olhou para os meus documentos e disse:

    Você não pode entrar, temos suspeita de falsificação de documentos.

    Visitantes do Sugar Dance:

    TÔ DE BRIMKS

    Só queria colocar mais emoção no post HJFUIOW34OI2YOUI4Y2Y4UI

    Visitantes do Sugar Dance:

    no hsbc brasil

    ENTREI LÁ E PRA MINHA FELICIDADE TAVA TOCANDO SABE O QUE? CINE!

    Minha opinião: que caras chatos.

    O show deles acabou (AINDA BEM!) e eu tive que esperar uma hora pro show começar.

    TINHA UNS CABEÇUDOS LÁ, GENTE MUITO ALTA e gente que não se tocava. Cartazes, pessoas subindo no ombro de outras.

    ISSO É SHOW DO MCFLY, NÃO SHOW DE FAROFEIRO NÉ, POR FAVOR.

    Aí eu conheci algumas pessoas enquanto eu esperava o show começar E DE REPENTE tudo se apagou e passou o vídeo da Super City (um site que eles tem, dedicado para as fãs).

    Camilla: U3IRO2YUI4OU23OPIU4P23IJJMSG]´P~ERÇYT]~PÇ354~6L3~Ç4 PRORANDJKR3H2H4I23UY4IUO23YUI4OY23 PORRA ÉJRO3I2U4IO O MCFLYR3IUY4UI23OY4UIUI43

    ENTÃO, EU SIMPLESMENTE OUVI A VOZ DE THOMAS MICHAEL FLETCHER.

    Camilla: PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA É O MCFLYHFUIWYRUI23YUOY4IO23UYJIWEHTRTO~PÇ34~5´3][54] **********CAMILLA CHORANDO LOKMENT************************** T4OIWU5P3I4OU5POIU4ITE4T]~EÝT[5 ANAANAHJAJAJKHJKHEJKWH4HJK32JK4PORROANJAIHUIYHIU54

    Então, eles começaram com Party Girl. Depois começaram a cantar outras músicas, como Corrupted QUE EU AMoOoOoOoOoO… ELES TOCARAM TRANSYLVANIA, E EU OUVI A VOZ DO MEU DOUGIE LEE POYNTER NRUI3O2Y4U23Y4Y2IU3UIO (eu sou Poynter)…

    Em “The Heart Never Lies” eu chorei bastante. Tem uma parte da música que é assim “another year over, but we still together, it’s not always easy, but I’m here forever”. O Tom cantou: BUT MCFLY IS FOREVER.

    Camilla:

    Tinha umas meninas na minha frente que eram muito posers. E elas ficavam olhando pra mim tipo “que menina doida”, e eu? WE DON’T CARE, BECAUSE WE ALL LOOK THE SAME IN THE DARK <3 Olha eu citando One For The Radio KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK it’s all about McFLY

    1. Dougie escreveu PAU no baixo e ficou exibindo I4OYUIOU43I5O

    2. O Danny toda hora falava SAO PAULO e OBRIGADO. Aliás, em Falling In Love, tem uma parte que é assim “wishing I could be in California”, e ele cantou: I COULD BE IN SAO PAULO. TODOS GRITAAAAAaaaaaaaAaA!

    3. Em Smile, tem uma parte que é “if you want to be my girl, you just got to be happy”, O QUE O TOM FEZ? “you just got to be BRAZILIAN”…

    Camilla:

    4. O Dougie pediu para ficarmos imitando animais.

    Dougie: SAY PÓPORORORORORPOPOPÓPOROROPÓ
    Nós: PÓPORORORORORPOPOPÓPOROROPÓ

    Dougie: SAY MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH
    Pessoas: MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
    Camilla: MÜUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUULLER opa, desculpa!

    5. THIS:

    Dougie: LADIES AND GENTLEMEN… MISTER HARRY JUDD.
    Harry: Hi!!!!!!!!!!!!!!
    Dougie: SAY HI TO HARRY.
    Nós: HIIIIIIIII HARRY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    *HARRY MOSTRANDO OS MÚSCULOS* gente o que é aquele homem? S.O.S! Depois do Dougie “casou” a gente com ele… “Agora vocês, brasileiras, são todas as minhas amadas esposas, para abraçar e fazer amor”.

    TPM: tensão pós McFLY

    Todo meu esforço para ver o show lá do fundo, foi com dificuldade, mas aproveitei muito e até que vi bem! Quase uma semana depois do show e minhas panturrilhas ainda doem. Não consigo me agaixar, nos primeiros dias, não conseguia nem andar. Subir escadas? Eu nem sei o que é isso. No meio do show, eu tava quase sem voz, e tive que tomar remédio pra não passar mal. E o show acaba, vem aquela depressão, mas tudo valeu a pena, porque:

    Tom: HI, WE’RE THE MCFLY AND WE’RE FROM ENGLAND!

    E quando eu ouvi UMA VOZ DO NADA passando de carro e berrando:

    FOI O MELHOR SHOW DA MINHA VIDAaAaAaAaAaa.

    Camilla:

    fãs e posers

    Recado para as posers: amor de fã? Vocês nunca vão sentir, porque o amor de vocês é passageiro, mas o amor de fã é eterno.

    vídeos

    Eu preciso editar meus vídeos, mas vou deixar alguns aqui que não são meus.

    Foi um dos melhores dias da minha vida, e eu acho que eles já tão demorando pra voltar.

    Bjonas <3