All for Joomla All for Webmasters
Buscando tag

TI

Tecnologia

Tchelinux de Porto Alegre (09/12)

galerinha da umbler em peeeeso no evento <3

E aí pessoal!

Sei que estou um pouco atrasada, mas a semana tá bem louca. Vou falar um pouco sobre como foi o Tchelinux desse final de semana, que rolou no Senac da Coronel Genuíno :) Foi uma experiência incrível, com muito aprendizado e demonstrações de conteúdo.

Já é meu quarto Tchelinux e o segundo como palestrante. Pensar que o primeiro ambiente que apresentei-me fora da Umbler foi lá! Sem dúvida é uma enorme porta de entrada e num ambiente tão seguro e tranquilo, com certeza faz a gente se preparar pra outras situações tão desafiadoras quanto essa.

Fui primeiramente na trilha de DevOps, com a linda da Daiane (com muito orgulho minha colega de trabalho) palestrando sobre “10 motivos que tu não vivencias o DevOps”, onde ela aproveitou que é TCHÊLinux e fez uma brincadeira com vários bordões gaudérios, explicando algumas coisinhas que atrapalham bastante a melhoria de performance de um time de DevOps. A coisa que ela falou que talvez é a mais “polêmica” foi a questão dos pull-requests e da quantidade de branches necessárias para um projeto. Segundo ela, quanto menos branches melhor, e o pull-request acaba tirando um pouco do conceito de entrega e integração contínuas que são um forte do DevOps. Eu concordo bastante com ela e tenho aprendido muito com essa mulher :) E viva os testes, como ela adora reforçar, hahahaha

Depois, fui numa palestra incrível do Adriano, onde ele mostrou o que curte fazer nas horas vagas: programar jogos. Ele mostrou alguns exemplinhos que fez com algumas ferramentas opensource, como o pygames.

Rolou o almoço e PAN PAN PAN PAAAAAAAN: PALESTREI! Falei sobre tornar nossos freelas mais produtivos. Eu já tinha falado sobre isso no Tchelinux de Caxias (onde falei um pouco mais aqui) e reforcei no de Porto Alegre. Foi lindo! Muita gente deu feedbacks positivos, algumas dicas até pros meus freelas e pros slides e sem dúvida quero trazer novamente a apresentação muito melhor do que antes. No começo fiquei bem nervosa mas depois tudo fluiu muito bem!

Matinho falando de Dockerrrrrrr

Vi posteriormente uma palestra sobre Kubernetes, uma do Matofino sobre Docker Swarm e, pra finalizar, rolou coffebreak com muuuuuita conversa com pessoas novas e bacanas, como o Gabriel da Nasc, que é um dos organizadores do BrazilJS, o maior evento de Javascript DO MUNDO!

eu, dai e matinho ali na frente ♥

Rolou o encerramento e eu adoro encerramento de evento de TI porque é uma várzea. Rimos muito, teve brinde e divulguei a iniciativa NODEGIRLSSSSSSS que rolou ontem (12/12) e foi MARAVILHOSO! Quero falar em breve sobre isso!

Por enquanto foi isso! E sábado tem Front In Poa de manhã cedinho, que vou palestrar com a linda da Débora Duarte! Espero vocês :)

Tecnologia

Insiter: You inside the web!

essa foto definitivamente não está boa hahahaha

E aí pessoal, tudo bem? Vou falar um pouco hoje sobre como foi o evento de sábado passado (02/12), o Insiter!

O foco do evento era desenvolvimento web. Fiquei sabendo em cima da hora sobre o acontecimento e me surpreendi com a grade! Muito boa! Então o pessoal da Umbler, como bons patrocinadores, tiveram a oportunidade de ir e conhecer mais do projeto.

Comentarei um pouco das minhas palestras favoritas com vocês :)

O evento começou com Ícaro, diretamente da Globo.com, falando sobre como eles utilizam o Twitter nas coberturas ao vivo. É muito mais simples para a Globo.com utilizar tweets do que posts de uma plataforma própria, pois eles não precisam se preocupar com questões de servidor (espaço, RAM, etc). Porém, eles tiveram vários problemas até encontrarem um modelo de projeto ideal (e estava passando tudo isso para nós).

Eles conseguem também uma conexão maior com os leitores, visto que eles rastreiam não apenas os jornalistas e famosos, mas também as hashtags que estão sendo postadas. Muito massa, né?

Depois graças a deussss rolou um coffeebreak porque eu estava morrendo de fome. E que coffeebreak, hein pessoal?

Depois do coffee rolou uma palestra da Carolina Campos, que já me é familiar do BrazilJS: ela falou sobre arquitetura serverless. Foi uma palestra muito bacana e, pra mim, mais legal ainda que a do BrazilJS, que tinha sido sobre microsserviços. A Carol faz parte de uma empresa que está integrada a um projeto do Itaú, chamado “Cubo”. Dentro deste projeto, existem várias startups que têm por desafio construir projetos com tecnologias inovadoras. A Carol está codando bastante com BAAS (Backend as a Service), FAAS (Function as a Service) e trabalhando com ferramentas da AWS como o DynamoDB e o Lambda. O mais bacana destas ferramentas é que você literalmente utiliza o que processa. Um exemplo prático disso é que as funções que ela joga na AWS Lambda só são cobradas o processamento. Então se a função só rodou uma vez no dia, só é cobrada aquela vez no dia.

Tecnologias que só pagamos o que usamos são muito top, né? Isso me lembra a Umbler ;)

Uma outra palestra que me chamou muito a atenção foi a do Matias, sobre uma tecnologia chamada Flow. Não, não estamos falando do funk.

Flow é um “tester” pra Javascript, para testar as funções. O flow é uma biblioteca muito simples, editável e que roda exclusivamente localhost. Você seta o que tem que vir nas funções e, ao rodá-lo junto com seu código, ele verifica se o que está vindo de parâmetro está correto. Por exemplo:

Existe uma função myfunction que recebe como parâmetro exclusivamente dois números. No flow, você escreve que esta função tem que vir dois números. Se em algum momento do projeto os parâmetros são um número e uma string, o flow vai apontar erro antes mesmo de isto ser feito deploy e ir para produção :)

O Javascript é uma linguagem de tipagem dinâmica. O flow “força” a tipagem, evitando erros e resultados desagradáveis em funções.

O que curti na palestra dele é que, de forma irônica, ele também comemorou um pouco o título do Grêmio, hahahahahahaha

Teve uma palestra muuuuito massa do Fuad Saud, sobre como o Nubank resolveu alguns probleminhas que eles tinham de ter que toda hora dar deploy para a store dos dispositivos móveis para que o cliente tivesse acesso a algumas funcionalidades novas, principalmente em partes de cadastro.

Teve a Débora falando sobre desenvolvimento multiplataforma e suas vantagens. Ela é uma fofa e adorei sua didática!

E pra finalizar com chave de ouro, teve a fantástica da Cynthia, que tive o imenso prazer de conhecer, que encabeça um projeto que começou no Rio Grande do Sul, chamado womakerscode! Ela trabalha na Microsoft e contou um pouco de algumas ferramentas para melhorar e compreender a performance da sua aplicação web. A mais bacana foi uma nova, lançada pela própria Microsoft, chamada Sonar! O Sonar é incrível: além dele falar como anda a performance do seu site, ele ainda diz se ele está ok para ser um PWA.

Mas tá, o que é PWA?

Digamos que PWA são aplicações web com potencial para se transformarem em aplicativos de store de dispositivos móveis. Só que você não precisa ir até uma store (Google Play, por exemplo) e baixar: você pode simplesmente criar um atalho para a tela inicial. Ele salva suas informações no cache e funciona exatamente como um aplicativo, mas no navegador do seu celular. Incrível, né? É muito mais simples do que toda a função de subir uma aplicação, depender de atualizações…

Além do Sonar, ela falou de outras ferramentas, como o WebPageTest. Mas a melhor mensagem foi tudo o que ela disse sobre diversidade, ajudarmos uns aos outros no meio da tecnologia e… BAM! Vai rolar evento de TI para mulheres no dia 31 de março, aqui em Porto Alegre! Eu estou surtaaaaando e com certeza quero ajudar MUITO. Bora lá!

O evento foi fantástico e superou minhas expectativas. Estou ansiosa para o próximo ano! Yaaaaaaassssssss!

Até mais pessoal :)

Tecnologia

Roadsec Porto Alegre

Eaí pessoal, como é que tá? Hoje eu vou falar um pouquinho de como foi o Roadsec, um evento que roda o Brazzel inteiro pra falar de segurança e hacking!

O Roadsec é um roadshow itinerante que leva um dia inteiro de atividades e conteúdo sobre hacking, segurança da informação e tecnologia por todo o país! O evento viaja por capitais brasileiras levando palestras, cursos, oficinas e também campeonatos.

Fui no evento com mais uma galera TOP da Umbler e apoiadores da empresa, e foi muito divertido! Vou falar da palestra que mais gostei e das oficinas que participei :)

A palestra foi da Roberta Robert. Não vou falar muito das outras porque eu não sou a melhor pessoa pra se falar de segurança hahahahahahah

Achei muito fofo que era a primeira palestra dela e ela estava toda vermelhinha hahahahah Ela sempre foi voluntária do evento e esse ano finalmente estava palestrando. Olha que bacana! Ela falou sobre a famosa rixa entre pentesters e desenvolvedores. Essa sem dúvida foi a palestra que eu mais gostei, porque sempre que aparece a palavra TESTE nos eventos de TI eu faço igual esse meme:

Eu já sei que nós desenvolvedores temos que testar mas até antes da Umbler eu tinha um pensamento EXTREME GO HORSE que meus amigos de equipe ficavam realmente “pistolas” (pra não falar outra coisa rsrs) pois eu era a louca que testava tudo em produção mesmo existindo múltiplos ambientes. DEV? HML? Gente, que isso? METE LOGO EM PROD MEUUUUUUU

Aí numa dessa fiz um update sem “and” (nem foi sem where como todo mundo zoa) e eu destruí umas 1800 linhas de banco.

Pensem no meu ex-coordenador. Sim, ele ficou bem pistola. A verdadeira DEFINIÇÃO de pistola. Hahahahaha

Aí eu comecei a usar contra minha vontade esses negócios de teste e tal… AÍ CHEGOU A UMBLER! E aí na Umbler eu TENHO que fazer isso, pois é um lugar muito legal e eu não quero perder meu emprego. Hahahaha Então aos poucos a minha mentalidade “tudo em prod” está se esvaindo. E essa palestra foi uma ótima oportunidade pra isso. Porque foi JUSTAMENTE SOBRE ISSO que ela falou.

A Roberta recém entrou no mundo DEV back-end e eu também. Eu não estou faz um ano nesse mundo. E ela está há um pouco menos: 7 meses. E já fazendo palestra, contribuindo com a comunidade. Acho isso tão lindo :) E é o que eu quero fazer também!

Ela comentou um pouco sobre TDD e SDD, como funcionam as questões de desenvolvimento e testes na empresa dela (ThoughtWorks) e até mesmo como ela leva as ideias pra lá: como é tudo muito horizontal, é só o pessoal concordar que tá feito! Aqui na Umbler é assim também, graças a Charmander!

FALANDO EM CHARMANDER eu não acredito que fui um ser humano de exatas que caiu na armadilha das miçangas. Mas eram MIÇANGAS DE EXATAS #ta

Gente eu fiz um Charmander super bonitinho com um lance chamado PIXEL BEADS mas que até ontem pra mim era MIGANÇA DE EXATAS então vai ficar assim! Foi tão eficiente que até o @roadsec no twitter compartilhou E POSTARAM MEU CHARMANDER AAAAAAAAAAAAAA

em dois minutos TRÊS CURTIDAS EU SOU O PODER

Depois eu, 100% Fazenda da Juta (uma parte de um bairro muito massa e periférico de São Paulo) me aventurei no Lock Picking (TENTAR ABRIR CADEADOS no modo go horse com ferramentas). Pensei “AH SOU MALOQUEIRA NÉ MEU VAMOS ABRIR OS CADEADOS MANO” (boça vibes)

Claro que eu fui um desastre e não abri nada. Vou continuar fazendo meu tráfico de freelas mesmo que tá de bom tamanho.

Teve COMPETIÇÃO de QR CODE (na real Cryptorace HAHAHAHA) em que meus amigos tops (da Umbler o Uriel) e o @ZionFagundes tentaram desvendar os cryptos das paredes e dos cadernos que disponibilizaram pra competição.

Gente, teve até sarrada no Roadsec! Tocou inclusive uma das músicas de eletrônico favoritas minhas, a I FOLLOW <3

Ai gente, eu curti o evento! E o pessoal das redes sociais do @roadsec é muito mozão!!!!!!!!!! E aí @roadsec e Umbler, vamo fechar?

Até a próxima gente!!!