All for Joomla All for Webmasters
Eventos

Rosh Hashaná: o ano novo judaico

Shana Tová!

“Nossa, o que a Camilla tá fazendo publicando sobre o Ano Novo judaico?!” Bom, pra quem não sabe, eu sou judia étnica (ou seja, eu tenho a descendência do povo mas não pratico a religião) tanto de parte de pai quanto de mãe. Meu avô paterno fugiu do Nazismo para o Brasil e aqui ficou, enquanto a família da minha mãe é de descendentes que são de judeus fugidos do fim do século XV, quando os judeus já eram perseguidos pela religião na Península Ibérica. O meu sobrenome é judeu sefardista (Martins) ;) Que são justamente os judeus dessa região.

Eu nunca cheguei a conhecer meu vô e, por não conhecê-lo e mesmo assim ter um apego grande por ele, acabei procurando mais sobre a religião (um dos motivos para). Eu já pensei em me converter no passado mas acabei preferindo seguir apenas algumas coisas e não tudo, como eu faria. É uma religião muito interessante e com costumes bem bacanas. Queria falar um pouco sobre as coisas que eu procuro fazer para, de alguma forma, me sentir conectada ao meu passado e ao meu avô ;)

Continue lendo

Receitas

Hambúrguer de casca de banana

destaqe

Fica boooooooom <3

Meio surreal esse título, né? Mas é verdadeeeeeee! E gente, como fica bom! Adoreeeeei! 100% vegano e 100% gostoso! Quem disse que vegano não come bem, não é mesmo? Apesar de eu não ser, pretendo um dia ser e por isso já estou fazendo meu esforcinho pra isso ;)

Esse post vai te ensinar a aproveitar TODA A BANANA! Tanto a casca quanto a fruta. Vamos lá? Primeiro vamos começar pela receita do hambúrguer.

Continue lendo

Lugares Textos

Diferenças entre São Paulo e Porto Alegre

11250096_877550905653585_652740140_n

Chimarrão é uma coisa realmente muito boa <3

Essa é uma coisa que sem dúvida as pessoas sempre me perguntam. Quais são, afinal, as grandes diferenças entre Porto Alegre e São Paulo? Há toda aquela história de que ambos são separatistas… pra ser bem sincera, os movimentos separatistas de São Paulo são absurdamente pequenos. Pelo que eu vejo, né. Enquanto isso, as pessoas no sul no máximo demonstram uma grande admiração pela cultura gaúcha. Não existe aflorado aquele sentimento “nós vamos nos separar”. Apenas brincadeiras de suposta superioridade. Poucas pessoas levam isso realmente a sério, pelo que eu vejo nas ruas.

Mas com certeza o povo gaúcho tem boas diferenças com o pessoal de Sampa. Pra começar que eles têm água e a gente não (e isso é bem tenso hahahahaha, vivo sendo zoada aqui por isso).

A verdade é que acho que não tá fácil pra ninguém. Mas vou adorar falar um pouco mais desse estado que eu tô amando *-*

Continue lendo